Perfil de Investidor

Perfil de investidor: Se você quer investir em CDI, Tesouro Direto, Ações ou Fundos Imobiliários, antes, é preciso saber sobre seu perfil de investidor!

O mundo dos investimentos oferece um variado conjunto de aplicações com diferentes finalidades, uns preservam segurança já outros buscam valorização. Determinar qual o melhor investimento para o seu caso, somente será possível após identificar o seu perfil de investidor.

 
As aparências enganam e talvez você imagine que este item seja tranquilo de estabelecer, afinal como não saber qual é o seu perfil?
 

Seria engano pensar deste modo. Afinal identificar o perfil investidor não é uma tarefa simples.

 

Não há dúvidas que a pessoa mais capaz para responder essa questão é você, partindo do princípio de que é uma vantagem saber se suas atitudes tendem para uma pessoa arrojada ou conservadora em relação ao dinheiro. Deste modo  o entendimento destas individualidades é importante para traçar as estratégias de investimentos.

 

O perfil de investidor funciona como um guia para seu caminho, no sentido de que as aplicações devem ser compatíveis com o estilo de investimentos, seus objetivos e também o prazo estabelecido para colocá-los em prática.

 

A definição do perfil considera quatro fundamentos: tolerância ao risco, situação financeira, conhecimento do mercado e finanças e os objetivos.

 

 

Com qual perfil você se identifica? Veja a seguir os quatros principais perfil encontrados no mercado.

 
 

1. Perfil de investidor – Conservador

 

Dentre os perfis, o conservador se destaca entre os investidores brasileiros. Normalmente o investidor conservador é avesso a investimentos de risco, optando por alternativas mais seguras e previsíveis.

 

Em geral, este tipo de perfil prioriza investimentos em renda fixa. Sua carteira de investimento tem como tendência ser composta por títulos como Tesouro Direto, CDB, LCI ou LCA, POUPANÇA, ou seja, aplicações seguras.

 
 

2. Perfil de investidor – Moderado

 

O investidor moderado assemelha-se mais com o conservador do que com o investidor de perfil arrojado.

 

O perfil moderado aceita maiores riscos do que os conservadores, uma vez que investem em ativos com probabilidade de performance mais otimistas. Suas aplicações concentram-se em ativos de renda fixa, muito embora reservam uma pequena parcela destinada aos ativos de renda variável.

 

Em geral, este perfil aceita buscar uma maior rentabilidade, porém em razão de sua natureza preservam os fatores segurança e previsibilidade.

 

 

Independência financeira

Leia nosso artigo: Planejando sua Independência Financeira. Com ele você pode ajustar sua rota rumo a independência financeira

 

 

 

3. Perfil de investidor – arrojado

 

Dentre os perfis, o arrojado se destaca pela boa rentabilidade que costuma obter. Esse investidor entende que a relação entre maior rentabilidade e risco é diretamente proporcional ao nível de risco, ou seja, para buscar maiores ganhos os riscos devem ser maiores. No entanto, este risco pode ser mensurado, analisado e minimizado.

 

O perfil arrojado tem maior entendimento das oscilações de mercado e as aproveita para fazer aplicações em bons negócios. Este perfil traça seus investimentos com horizonte de longo prazo, preserva paciência e disciplina, características que aumentam as chances de obter bons retornos.

 

Em resumo, este investidor aceitar os riscos de forma controlada, ou seja, o bom senso e controle sobre seus investimentos tem origem do conhecimento das aplicações realizadas, fato que reduz possíveis surpresas que nunca podem ser desprezadas, porém podem ser minimizadas.

 

4. Perfil de investidor – Agressivo

 

Trata-se de um investidor que eleva ao nível máximo os riscos, sempre em busca de uma grande rentabilidade. Esse tipo de investidor está propenso a agir por impulso e reage com frequência as volatilidades que algumas aplicações proporcionam no curto prazo. Normalmente, seu racional está voltado para notícias e buscam retornos rápidos, geralmente são avessos aos investimentos de longo prazo.

 

No Poker existe uma jogada audaciosa em que o jogador aposta todas as fichas ou todo o dinheiro disponível à mesa, chama-se ir All-in. Nos investimento este tipo de “jogada” – atitude – pode colocar tudo a perder, pois investir todo dinheiro em apenas uma aplicação é contar com a sorte, por isso encontramos muitos mitos sobre investir, por atitudes como estas do perfil arrojado.

 
 

Qual dos perfis de investidor, você mais se identifica?

 

Perceba que encontrar o perfil de investimentos não é fácil, falo por experiência própria. No meu caso, ao iniciar os investimentos estava muito claro que meu perfil era conservador. Talvez pela maneira como minha família tratava o dinheiro e em maior parte por ainda não conhecer profundamente cada aplicação.

 

O discernimento da situação na maioria das vezes ocorre quando você inicia os investimentos, neste momento, ao se expor no mercado é importante analisar sua reação em função de uma maior volatilidade para decidir de forma estratégica a maneira de conciliar boa rentabilidade com bem estar.

 

Não adianta nada, investir e passar as noites sem dormir. Por isso encontrar o perfil é importante, ele auxiliará na conquista da tranquilidade, no sentido de manter suas aplicações em investimentos que somaram para qualidade de vida e não o contrário. 

 

Sabemos que o caminho da independência financeira não é rápido e nem fácil, então porque complicar e ter noites com dores de cabeça e preocupação? Sendo assim, entenda seu perfil de investidor e reduza seus problemas.

 

A respeito do meu perfil, ele mudou, me encaixo perfeitamente com o arrojado.

Permaneço confortável com a volatilidade da renda variável, mais diversifico a carteira de investimentos para não me expor ao risco de ruína. É preciso entender as três dimensões dos investimentos.

 

Portanto, antes de investir faça uma reflexão sobre seu perfil, trace as estratégia considerando os objetivos e aprimore com o passar do tempo, uma vez que a avaliação deve ser continua.

 

Curtiu o material preparado para você? Conseguiu identificar o seu perfil? Nos conte qual é seu perfil e por que, nos comentários.

 

Gostou do nosso artigo? Então, curta e compartilhe com seus amigos, nos ajude a informar muito mais pessoas sobre a importância de bons investimentos.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Veja artigos relacionados

FMEA: O que é?

O QUE É FMEA? O FMEA é uma sigla em inglês para Failure Mode and Effects Analysis, ou seja, em português se define como Análise

Read More »